DIA 12/01 - 12º DIA DE VIAGEM

COPIAPÓ - NO RALLY DAKAR 2009 - 10º ETAPA

Saímos cedo de Antofagasta, mas bem cedo mesmo, pois gostaria de poder ver o Rally, previa pegar o final nesse dia, já que eram mais de 500 km a rodar, trajeto muito monótono, não existe um verde sequer, nem aquelas forragens douradas de Paso de Jama, a não ser um ou dois oasis em que se instalaram posto de gasolina...
Depois de uns 70 km de Antofagasta, lógico, não poderíamos deixar de passar na escultura Mano del Desierto, uma mão de pedra esculpida em pleno deserto por um artista chileno, única parada antes de Copiápó, a estrada na maior parte do trajeto é feito fora do litoral, não entendi a razão dessa rodovia ir deserto adentro, não há uma única cidade, somente depois da cidade de Taltal volta a margear o Pacífico, dando um alívio a monotonia do deserto.
Depois de passarmos por Caldera, logo adiante avistamos um aeroporto de 1º mundo em pleno deserto, incrível...excelente, de dar inveja aos nossos por aqui, logo percebi que não era por acaso que o Rally ia passar por Copiapó, simplesmente por essa infra-estrutura do local.
Passados alguns minutos, um amontoado de carros a frente e carabineros no meio da rodovia, fiquei sem saber o que era, será um acidente!!! Não era não... e sim o local que o Rally estava por passar...
Isso mesmo, eu que esperava pegar o final do Rally em Copiapó, na verdade iria pegar a chegada dos pilotos, já passava de meio-dia, e ninguém havia chegado, absolutamente ninguém, um policial me avisou que estavam a uns 40 minutos dali...
Então arrumamos um lugar, estacionamos e foi ali mesmo ficamos aguardando a chegada...
Muito louco...doidura total...era um ponto de controle... os primeiros a chegar foram as motos...
paravam e saiam igual um raio, as motos dançaram mais que as bailarinas do tchan em cima daquelas pedras e areia do deserto, aquilo é loucura total...logo mais tarde e bem mais tarde, começaram a passar os carros, pareciam mais doidos ainda que os motoqueiros, aceleravam o que podia e não podia, haja motor para aqueles carros.
Fiquei sabendo mais tarde que a demora dos participantes foi devido a esta etapa ser a mais dificil de todo o Rally... até mesmo que nos piores lugares da Africa, onde era realizado.
Bom fiquei ali umas 2 horas e parti, pois o lugar a dormir estava a mais de 300 km, La Serena, cidade muito bonita, achei que foi um das mais bonitas de toda a viagem, a Avenida Beira-Mar é muito bonita, urbanizada, bem cuidada, prédios novos e bem cuidada.
Dormimos em um Camping, aliás o melhor camping de toda viagem, muito bom, arborizado, silencioso e com ótima infra-estrutura.


DESPESAS:
Almoço: 4.980,00
Gasolina: 21.000,00
Extras: 3.497,00
Camping: 12.000,00
Pedágios: 6.600,00


Perigo, Tsunami !!!! - Placa em La Serena
Av. Beira Mar, La Serena
Organização do Rally excepcional
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile - animal
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile - doidura
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile... e dá-lhe poeira
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile - loucura
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile... dá licença carabinero
Vegetação zero....deserto 10
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile
Rally Dakar 2009 - Copiapó-Chile

SITE OFICIAL DO RALLY DAKAR 2009 http://www.dakar.com/

Vídeo de piloto chileno desesperado por água e o público extasiado só querendo ver
video

DIA 11/01 - 11º DIA DE VIAGEM

DE SAN PEDRO DO ATACAMA À ANTOFAGASTA - TRÓPICO DE CAPRICÓRNIO

Levantamos cedo e saímos, nem tomamos café, deixamos para Calama, neste trecho, observamos que o deserto é mais seco ainda, pois não tem nem aquelas folhagens rasteiras douradas igual ao Paso de Jama e arredores de San Pedro, muito chato, chegamos a cidade de Calama e nos surpreendemos, pois a cidade nem parece no deserto, cidade grande, comércio forte, tem um Shoping enorme, logo depois a uns 10 km fica Chuquicamata, onde se encontra a maior mina de cobre a céu aberto do mundo, o Chile é o mair produtor do mundo desse minério, há muitas usinas no deserto, talvez por isso que a paisagem do deserto é meio esbranquiçada e feia, parece São Paulo, e aquele horizonte escuro de poluição.

PACÍFICO FINALMENTE...

Já era por volta de meio dia e meio, quando ao fundo do horizonte avistamos pela primeira vez o Oceano Pacífico, gigante, aquele que é o maior do mundo, imponente, mas até chegarmos em Tocopilla, descemos uma enorme fenda nas montanhas e dezenas de curvas, até que fim chegamos na cidade e porto, lá estava ele, um azul lindo e um mar agitado, enfim quase estávamos chegando ao nosso destino que era Antofagasta, em cima do Trópico de Capricórnio, só tiamos umas fotos e partimos ao Sul, a estrada bem mais agradável agora, margeando o Oceano, uma brisa muito gostosa para atenuar o sol escaldante.

CHEGAMOS AO TRÓPICO DE CAPRICÓRNIO...

Antes mesmo de chegarmos na cidade de Antofagasta, perto da base aérea se encontra o Monolito do Trópico de Capricórnio, bem mais imponente que seus irmãos em Tilcara e Maringá, terminava alí a nossa missão, sonhada e desenhada a mais de um ano, que era conhecer o Pacífico atravessando o Capricórnio...dever cumprido, agora é pensar na volta...
Partimos para a cidade, muito grande, importante porto chileno, a orla da cidade muito bem cuidada, almoçamos tarde em um Mercado-Shoping, encontramos nossos conhecidos de Cascavel que estavam em San Pedro e também estavam retornando ao Brasil e logo depois fomos nos acomodar em um modesto hotel.
Na tarde noite fomos a outro Shopping aliás muito bom e grande, nem parece que tem crise por lá, muita gente comprando e passeando, lá fomos ver o pôr do sol, simplesmente sensacional, pra não dizer espetacular, de novo encontramos outros conhecidos de San Pedro que estavam indo pra Santiago, acho que todos faziam o mesmo roteiro, era o Edgar e Margarete, voltavam de moto, conversamos bastante, trocamos nossos e-mails e nos despedimos, esse mundo é pequeno mesmo, há mais de 3.500 km fizemos amizades que nunca esqueceremos, nos sentimos muito confortados nesses momentos longe de casa.
Amanhã quem sabe pegamos uma carona no Rally Dakar...até lá!!!

DESPESAS:

Camping: 10.000,00
Café ds Manhã + extras: 4.500,00
Gasolina. 11.66Almoço: 3.980,00
Lanche: 4.000,00
Almoço: 3.980,00
Hotel: 20.000,00

Rumo ao Pacífico
Antofagasta, Shopping
Por do Sol + Gaivotas = sem palavras
Momento zen
Que romântico
Antofagasta
Chuquicamata
Vista de Antofagasta
Montanhas formadas por anos de escavações na mina de cobre 
Destino final da viagem - 11 dias para chegar no Pacífico depois de muitas paisagens

Monolito do Trópico de Capricórnio
Pela ruta Panamericana
Muitos brasileiros de moto por lá, aliás do mundo inteiro
Praia dos Chilenos... aliás piscinão
Chegando ao Pacífico
Os canhões de Tocopilla
Piscinão de Tocopilla
Paredão que antecede o Pacífico
Trem carregando a riquesa do Chile... minério

DIA 10/01 - 10º DIA DE VIAGEM - PARTE 2 - LAGUNAS MISCANTES E MINIQUES


DEPOIS DO PASSEIO NO GEISERES, ALMOÇAMOS RÁPIDO UMA EMPANADA QUE NÃO CHAGAVA NEM AOS PÉS DAS EMPANADAS SALTENHAS... VISITAMOS O MESEU ARQUEOLÓGICO, TEM ATÉ UMA MÚMIA LÁ, MAS ESTÁ SEPARADA EM UMA SALA ESPECIAL E PROIBIDO VISITAR, QUE PENA.
POR VOLTA DAS 3 HS. DA TARDE PARTIMOS PARA AS LAGUNAS ALTIPLANAS, A UNS 80 KM, COM PELO MENOS 3O KM DE TERRA, PASSAMOS POR 2 POVOADOS QUE VIVEM DE TURISMO E EXTRAÇÃO DE MINÉRIOS NA REDONDEZA...

SUFOCO!!!!

A ESTRADA COMEÇA ATÉ BEM SEM PROBLEMAS, MAS LOGO A ESTRADA COMEÇA A SUBIR, A POEIRA ENTRA POR TODOS OS LADOS, O AR LIGADO NO ÚLTIMO, CHEGANDO PERTO DAS LAGUNAS NA ESTRADA QUE DÁ ACESSO AS LAGUNAS COMEÇA O PROBLEMA, ESTRADA TERRÍVEL, CHEIA DE PEDRAS, AS INFORMAÇÕES É QUE A ESTRADA ERA BOA, SABIA QUE TINHA PEDRAS, MAS ACHAVA QUE ERAM APENAS PEDRAS SOLTAS, ENGANO, ERAM PEDRAS E CRATERAS NA ESTRADA, TIVE QUE PASSAR PELO TRECHO EM PRIMEIRA MARCHA E A 4000 MTS DE ALTITUDE, O CARRO VOLTOU A TER O MAL DE ALTITUDE, COMEÇOU A ESQUENTAR E PRECISEI PARAR...

E AGORA!!!

JÁ ERA TARDE, O PARQUE JÁ ESTAVA QUASE FECHANDO, NÓS ALI PARADOS NO MEIO DE NADA, HAVIA POUCA GENTE PASSANDO, MAS QUANDO VEIO UMA VAN, O MOTORISTA DISSE QUE FALTAVA SOMENTE UNS 2 KM, ME DERAM UMA GARRAFA PET COM ÁGUA E RESOLVI IR, BEM DEVAGAR, O CARRO DEU UMA ACOMODADA E ENFIM CHEGAMOS, ATÉ HAVIA ALGUNS VISITANTES POR LÁ, MENOS MAL NO CASO DE UMA AJUDA.

RECOMPENSA!!!

DEPOIS DO PROBLEMA, VEIO A RECOMPENSA, SEM PALAVRAS PRA DESCREVER AQUELAS LAGOAS, É SIMPLESMENTE MARAVILHOSAS, UM AZUL TURQUESA DE ENCHER OS OLHOS, NÃO QUIZ IR MUITO PERTO, VÍ DE LONGE, MESMO PORQUE É PROIBIDO ENTRAR E ATÉ MESMO CHEGAR EM SUAS MARGENS, POIS ELES PROCURAM MANTER O EQUILIBRIO ECOLÓGICO DO LOCAL, PARABÉNS PARA OS CHILENOS, MUITO ORGANIZADOS.
ESPEREI O CARRO DAR MAIS UMA ESFRIADA E MANTIVE ELE LIGADO PARA SE ADAPTAR A ALTURA E VOLTAMOS UM POUCO FRUSTRADOS PELO CARRO, MAS FELIZES DE TER CONHECIDOAQUELE LOCAL MÁGICO QUE ESTÁ ENTRE AS MARAVILHAS DO ATACAMA...

DESPESAS:

Passeio: 47.000,00 (El Tatio)
Ingresso: 4.000,00 (Lagunas)
Jantar: 14.300,00
Camping: 10.000,00
Extras: 8.400,00
Camisa: 7.000,00

Museu de Arqueologia de San Pedro
Mapa mostrando a região habitada pelo Império Inca
Museu Gustavo de La Paije
Ao fundo um Solmáforo
Informativo dentro do museu
Caminho as Lagunas Altiplanas
Vários picos nevados na região
Laguna Miscanti, protegidas por lei
Sofreu o coitado a mais de 4000 m. s.n.m.
Ao fundo Laguna Miniques
Laguna Miscanti e seu azul turquesa


DIA 10/01 - 10º DIA DE VIAGEM - PARTE 01 - GEISERS DE EL TATIO E POVOADO DE MACHUCA

O DIA HOJE PROMETIA, IRÍAMOS CONHECER OS FAMOS GERSERS DE EL TATIO E SUAS ÁGUAS QUENTES BORBULHANTES. ACORDAMOS ÀS 4:00 HS DA MADRUGADA, FICAMOS ESPERANDO O MICROONIBUS DA AGENCIA DE VIAGENS, NOSSOS AMIGOS QUE CONHECEMOS NA ADUANA TAMBÉM IAM E ESTAVAM ESPERANDO NO HOTEL DA FRENTE, ALÉM DISSO, EDGAR E MARGARETE, OUTROS BRASILEIROS QUE ESTAVAM AGENDANDO NA MESMA AGENCIA NOSSA, TAMBÉM ESTAVAM, PELO JEITO SÓ VAI DAR BRASILEIRO, UM POUCO DEPOIS DO HORÁRIO MARCADO CHEGA O MICROONIBUS LOTADO E COM MAIS BRASILEIROS, UM CASAL DO PORTO ALEGRE, JUAREZ E LUCIANA, RODADOS PELO MUNDO INTEIRO, SUPER GENTE BOA, TINHA ATÉ UM GUIA BILINGUI, PARA OS BRASILEIROS SEU NOME ERA "RONALDO", ACEITOU NUMA BOA, ESPERTO E ATENCIOSO.

TEMPERATURA -7 GRAUS...QUE FRIO!!!!

CHEGAMOS ÁS 6:00 HS DA MANHÃ, O SOL COMEÇAVA A PINTAR, MAS QUANDO DESCEMOS DO ÔNIBUS, SENTIMOS O IMPACTO, O GUIA INFORMAVA: ESTAMOS A -& GRAUS CENTÍGRADOS DE TEMPERATURA, NUNCA HAVÍAMOS PASSADO POR ISSO AQUI NO BRASIL, OS DEDOS COMEÇARAM A CONGELAR,A PONTA DO NARIZ, AS PERNAS TREMIAM IGUAL UMA VARA VERDE...AFF... SABIÁMOS QUE PASSARÍAMOS FRIO, MAS AGORA CONHECEMOS E SENTIMOS O MESMO QUE SENTE QUEM MORA ONDE HÁ NEVE...ISSO NÃOÉ PRA MIM NÃO...

OS GEISERS

SEM DÚVIDA O MELHOR PASSEIO QUE FIZEMOS, REALMENTE É INCRÍVEL AQUELAS ÁGUAS QUENTES, UMAS APENAS BORBULHANDO, OUTRAS JORRANDO PARA O ALTO, ISSO SÓ ACONTECE BEM CEDO, DEVIDO AO CHOQUE TÉRMICO, NA VERDADE AINDA HÁ VÁRIAS TEORIAS CIENTÍFICAS QUE COMPROVA A ORÍGEM DESSAS ÁGUAS, NÃO VOU CITAR, PORQUE PARA NÓS O IMPORTANTE FOI CONHECER E PRESENCIAR AQUELA MARAVILHA DA NATUREZA, AINDA TINHA TEMPO ATÉ PARA UM BANHO NUMA PISCINA TERMAL QUE NÃO TIVEMOS CORAGEM DE ENTRAR, MAS UNS OUTROS LOUCOS FORAM LÁ EXPERIMENTAR AQUELAS ÁGUAS QUENTES SULFUROSAS...
DEPOIS DE TUDO, TIVEMOS DIREITO A PASSAR NO POVOADO DE MACHUCA E CURTIR UM ESPETINHO DELICIOSO DE LHAMA, MUITO BOM MESMO, SUPIMPA...

Geisres del El Tatio

""Ronaldo"" , guia
Muito frio
Geisres de El Tatio
Geisres del El TatioGeisres del El Tatio
Geisres del El Tatio, às 6:00 das Manhã